Porto Iracema das Artes realiza 2ª Edição da Jam Session “Maré Alta” com performance de dança

A atividade, desenvolvida no Laboratório de Dança, é um momento de liberdade artística e improvisação com a participação do público

Com intuito de partilhar o processo de investigação do projeto “Mar é House”, da atual edição do Laboratório de Dança, a Escola Porto Iracema das Artes — Instituição da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult) gerida pelo Instituto Dragão do Mar (IDM), realiza mais uma edição da Jam de dança “Maré Alta”. A atividade, gratuita e aberta ao público, ocorre nesta sexta-feira, 22 de abril, das 18h às 21h, na lateral da Porto Iracema.

Vindo das iniciais de “Jazz After Midnight”, o termo Jam Session teve ascensão na década de 1950, no meio musical estadunidense, quando instrumentistas se reuniam para improvisar novos sons. Na dança, este movimento representa um espaço de liberdade artística, aberto para qualquer pessoa que queira exercitar o ato de improvisar. Logo, a Jam de dança “Maré Alta” se configura como um encontro multiartístico em que o público poderá participar de forma improvisada.

Desenvolvido na 9ª edição do Laboratório de Dança com tutoria de Andréia Pires, a atividade do projeto “Mar é House”, de Luiz Paulo Aragão, Jonatas Joca e Rafael Lima, busca lançar o público em uma experiência de dança que visa celebrar em coletivo ao som de House Music, Boom Bap e Funky Music.

“O intuito da Maré Alta é promover uma festa para a gente partilhar movimento. A intenção é balançar o corpo dentro da perspectiva da House Music e desenvolver um olhar para o corpo-festa, esse corpo que balança como o mar, esse corpo festivo, que fala muita coisa”, explica Luiz Paulo Aragão, diretor e produtor do coletivo “Mar é House”.

Via Lei Federal de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, o programa mais uma vez conta com o Patrocínio Master da Cagece, além do Patrocínio das empresas Dass, Democrata Calçados e Neorubber e o Apoio da Termaco, com Parceria da SG Soluções Sociais.

Sobre o projeto “Mar é House”

Pesquisa artística realizada por Luiz Paulo Aragão, Jônatas Joca e Rafael Lima, de Fortaleza, promove provocações dramatúrgicas sobre o território das danças urbanas no intento de extrapolar a cultura House, aproximando-a das linguagens vernaculares, atravessando-a das danças afro diaspóricas, re-territorializando-a ao cenário da cidade da luz e ao movimento das marés dançantes festivas e locais.

Sobre a tutora Andréa Pires

É mestre em Artes pela Universidade Federal do Ceará (UFC), graduada em Artes Cênicas pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) e técnica em Dança pelo Curso Técnico em Dança da Escola Porto Iracema das Artes. Pesquisa dramaturgias diversas num contexto expandido e interessado pelo corpo no âmbito das Artes Cênicas. Integra a Inquieta Cia e transita por diversos projetos como diretora, dramaturgista e coreógrafa.

Sobre a Escola

A Porto Iracema das Artes é a escola de formação e criação do Governo do Ceará, instituição da Secretaria da Cultura (Secult) gerida pelo Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há oito anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

SERVIÇO

O quê: Porto Iracema das Artes realiza 2ª Edição da Jam Session “Maré Alta” com performance de dança

Quando: 22 de abril, sexta-feira, de 18h às 21h

Onde: Escola Porto Iracema das Artes (Rua Dragão do Mar, 160, Praia de Iracema).

Gratuito

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Texto: Gabriela Moraes (estagiária), com supervisão e edição de Marina Solon (jornalista) | Publicado em 18 de abril de 2022.