Escola de Formação e Criação do Ceará

Programa de Formação básica
em Artes Visuais

Foto: Alan Sousa

Programa de Artes Visuais

Os percursos propõem a iniciação às Artes Visuais a partir da experimentação de diferentes linguagens, suportes, materiais, espaços e gestos de criação. Os encontros e partilhas entre jovens e artistas-mediadores disparam projetos artísticos envolvendo desenho, pintura, colagem, textos, fotografia e outras expressões. Organizados em dois eixos – Desenho, Colagem e Pintura e Fotografia Digital – os percursos têm o objetivo de estabelecer conexões entre teorias, exercícios de criação e as subjetividades das turmas de jovens, almejando o fortalecimento do diálogo direto com a cidade, a produção contemporânea e o campo das Artes Visuais, com toda a sua heterogeneidade.

Seleção

O Programa de Formação Básica é destinado, prioritariamente, para pessoas entre 16 e 29 de idade, estudantes ou egressos da rede pública, com ensino fundamental concluído. 50% das vagas do cursos são destinadas para pessoas autodeclaradas pretas, pardas, quilombolas, com deficiência, travestis, transexuais e transgêneros. Não é necessário ter experiência anterior em artes para participar. 

Cada percurso das diferentes áreas oferece, em média, 25 vagas. As inscrições são realizadas pelo site da Escola e o processo seletivo pode incluir duas etapas – a primeira consiste na análise da inscrição da pessoa interessada tendo como base os pré-requisitos específicos do curso (explicitados na ficha de inscrição) e os critérios de prioridade da Porto Iracema para o Programa de Formação Básica. A segunda etapa da seleção é a entrevista.

Confira as inscrições abertas aqui.

portoiracemadasartes.org.br programa de artes visuais camila alves

Coordenação

CAMILA ALVES

É educadora, pesquisadora e artista no campo das Artes Visuais. É doutora e Mestre em Arte e Cultura Visual (UFG). Tem se dedicado às questões da mediação partindo e voltando às imagens, seus processos de criação, pensamento e culturas. Nos últimos anos, tem desenvolvido trabalhos e pesquisas na Arte Urbana, esteve na direção pedagógica da Amplitude – Escola de Arte Urbana (criada pelo artista Narcélio Grud/CE), foi curadora da exposição “Livro de Rua: uma cartografia poética da cidade Iracema” (dos artistas Sivirino de Cajú e Éden Lôro/ CE) e coordenou a equipe educativa da exposição “Arregaça” (da artista Camila Soato/ BSB). Recentemente, teve a vídeoperformance “10 anos depois: outra carta de amor” – produzida com a performer Maruska Ribeiro/CE, selecionada para a abertura do III SAUB (Seminário de Arte Urbana do Benfica, realizada pelo grupo Meio Fio de Pesquisa-Ação do IFCE), em Fortaleza.