Porto Iracema celebra Dia Mundial do Teatro com programação virtual

Com o tema “Isso é Teatro? Experiências de criação e formação em ambiente virtual”, evento acontece nos dias 25, 26 e 27 deste mês

No dia 27 de março é comemorado o Dia Mundial do Teatro, data celebrada desde a década de 1960, idealizada pelo Instituto Internacional de Teatro. Para celebrar a chamada “quinta arte”, a Escola Porto Iracema das Artes — instituição da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult) gerida pelo Instituto Dragão do Mar (IDM) — promove a programação “Isso é teatro? Experiências de criação e formação em ambiente virtual”. Abertos ao público, os encontros acontecem nos dias 25, 26 e 27 de março, no Youtube, Instagram e Vimeo da Porto Iracema.

O evento inicia na sexta-feira (25) com o lançamento do e-book “Vídeo Teatro de Fortaleza – Pesquisa Teatral”, de Vanéssia Gomes, e terá bate-papo com a autora, sob mediação do coordenador do Laboratório de Teatro, Levy Mota. A publicação é uma investigação gerada a partir do registro histórico sobre as criações em vídeo teatro da cidade de Fortaleza durante o período de isolamento social. Acontece no Youtube, com transmissão a partir das 19h.

Em seguida, pelo Vimeo da Escola, ocorre a exibição de “A verdade improvável”, com os artistas Ícaro Eloi e Luiza Nobel no elenco, dirigida por Maria Vitória. Diretora e atores participaram do Preamar de Artes Cênicas 2017 da Porto Iracema e se reencontram na dramaturgia assinada por Thiago Silva. Logo depois será a vez de “Nunca mais explodimos uma bomba”, de autoria de Euler Lopes Teles e direção de Joel Monteiro, que também foi professor do Percurso Básico de Teatro e dirigiu o Preamar em 2019. O texto dramatúrgico possibilita olhar para o teatro como um lugar de refúgio. As obras, resultantes da Mostra Cenas do Confinamento (2021), ficarão disponíveis durante todo o período do evento, de sexta a domingo.

No sábado (26), a partir das 19h, acontece no Youtube o bate-papo com Pedra Silva, mediado pela coordenadora dos Cursos Básicos de Artes Cênicas, Maíra Abreu, com o tema “Tempo de (Re) Volta: o Preamar 2021/2022 e outras experiências no campo da formação teatral”. Serão debatidos os desafios de montar um trabalho cênico de forma virtual e a experiência com alunes de diferentes cidades do Ceará. Além disso, também serão trazidas experiências com trabalhos montados de forma virtual e a elaboração de práticas pedagógicas teatrais para o ambiente virtual.

O último encontro é no domingo (27), às 18h, no Instagram da Porto Iracema. Jhonny Salaberg conversa sobre “Teatro – Poéticas da Desobediência”, com mediação de Maíra Abreu Rocha. O artista comenta um pouco de suas pesquisas artísticas, concepções de escritas e trabalhos com o grupo de teatro negro O Bonde, além de suas práticas pedagógicas como professor. Jhonny conduziu o módulo Poéticas da Desobediência dentro do Preamar de Teatro 2021, quando apresentou para a turma os círculos de dramaturgia, relações no teatro e o movimento para a elaboração de narrativas textuais possibilitando futuras cenas.

Sobre os artistas

Vanéssia Gomes

Crédito: Vera Araújo

Doutoranda em teatro – Programa Pós-Graduação em Teatro – UDESC, Mestre em artes (IFCE), Socióloga (UECE). Atriz, diretora, educadora. Atua na área do teatro, de forma contínua, desde 1994. É artista do Grupo Teatro de Caretas.Destaca em sua formação a participação nos laboratórios teatrais com Augusto Boal (2007) no RJ; Yuyachkani (2015 e 2018) na cidade de Lima, Peru.

Pedra Silva

É uma travesti em retomada ancestral identitária, macumbeira, artista multilingue,arte-educadora e pesquisadora das encruzilhadas. Trabalhadora da corrente espiritual do culto de Omolokô no Abassá de Omolu e Ilê Iansã. Transita entre as artes da corpa e as sensitividades performáticas, o estudo das aparições transancestrais e o processo de expansão espiralar da memória na presença em migração. Guia de Travessia do Percurso Básico de Teatro Negro (PBTN). Coordenadora da Res. Art. Memórias Negre-Natives em parceria com o Ateliê Casa Mata. Graduanda do curso Lic. em Teatro do Instituto Federal do Ceará e integrante da Coletiva NEGRADA, plataforma ancestral de performatividades negres e natives.

Jhonny Salaberg

Crédito: Ethel Braga

É Ator e Dramaturgo. Natural de Guianases, zona leste da capital de São Paulo. Formado pela Escola Livre de Teatro de Santo André/SP. Co-fundador do grupo de teatro negro O Bonde. Autor de três livros de dramaturgia publicados pela Editora Cobogó/RJ. Pesquisa e realiza trabalhos que unem artes cênicas e discussões sobre o contexto étnico-racial no Brasil. Suas criações são adotadas como referência e material de estudo em Universidades Estaduais/Federais e Escolas de Teatro no Brasil, bem como em estudos de Teatro Negro na Noruega pela revista Norsk Shakespeare-og Teatertidsskrift e estudos de Teatro Afrodiaspórico na França através do Programme de la Diaspora Culturelle de la Fundação Camargo.

Sobre a Escola

A Porto Iracema das Artes é a escola de formação e criação do Governo do Ceará, instituição da Secretaria da Cultura (Secult) gerida pelo Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há oito anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

Serviço

O quê: Porto Iracema celebra Dia Mundial do Teatro com programação virtual 
Quando: Sexta (25) e sábado (26), às 19h; domingo (27), às 18h
Onde: Online, pelo  Youtube, Instagram e Vimeo da Porto Iracema
Gratuito e Aberto ao público

 

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Texto: Giselly Barata (estagiária), com supervisão e edição de Raphaelle Batista (jornalista) | Publicado em 23 de março de 2022.