Alunos do Porto Iracema das Artes participam da edição 2019 do Dragão Fashion Brasil

A Escola articula, por meio da Coordenação de Estágios e Negócios, experiências profissionais dos alunos em diversos eventos. Este ano, o DFB foi um deles

Um dos maiores eventos de moda autoral da América Latina, o DFB comemorou seus 20 anos cumprindo a missão de “servir como celeiro de novos talentos e plataforma de lançamento para estilistas”, conforme o site oficial do evento. Mas nos dias 15 a 18 de maio, não só artistas e profissionais do mundo da moda saíram ganhando – o espaço, que a cada edição torna-se mais multicultural, proporcionou vivências marcantes também para alunos de audiovisual e fotografia do Porto Iracema das Artes. Em parceria com o DFB, a Escola participou do evento com alunos que estagiaram voluntariamente no festival para terem ali, em meio aos profissionais, um campo de experimentação prática da área que estudam.

Nesta edição, 40 alunos participaram da cobertura do evento, que aconteceu em novo endereço, no Aterro da Praia de Iracema. Desse total, 15 são ex-alunos e 25 novos estudantes, estes últimos matriculados nos percursos de Fotografia (30 alunos), Edição (dois alunos), Captação de Som (um aluno) e Câmera (sete alunos). A ação foi articulada pela Coordenação de Estágios e Negócios do Porto Iracema das Artes, por meio do Programa Experiências Profissionais, que desenvolve parcerias com espaços culturais da cidade com o objetivo de promover a imersão dos alunos na programação artística em diversas áreas, incentivando vivências e trocas de saberes.

Aprendizado na prática

É o caso de Matheus Dias, estudante de Arquitetura e Urbanismo que participou do DFB como estagiário pelo Porto Iracema. Ele descreve a experiência no evento como um processo “intenso, de muito trabalho”, mas também de constante aprendizado. “A gente está muito incluso na cobertura do evento e em todo o processo por trás”, diz, enfatizando seu interesse por fotografia de moda. No DFB, ele teve a oportunidade de aprofundar os conhecimentos de forma prática nesse nicho, realizando a cobertura fotográfica de desfiles, por exemplo.

Esta não é a primeira vez que Matheus participa do Programa Experiências Profissionais, tendo sido estagiário do Festival NOIA e do Maloca Dragão. Ele diz que seu objetivo ao participar desses eventos é ganhar experiência, aumentando sua rede de contatos com outros profissionais da área e aprendendo, na prática, como um fotógrafo profissional deve se portar.

A trajetória dele no Porto Iracema das Artes começou em 2018, no Curso de Fotografia Básica, quando teve também a oportunidade de participar do programa de realização daquele ano, o Preamar de Fotografia. Além disso, ele conta ter participado de várias oficinas e cursos livres, como o curso de férias de fotopintura, com o Mestre Júlio Santos. “(A oficina de fotopintura) Me abriu caminho pra outras linguagens. Hoje mexo não só com fotografia, mas com vídeo e colagem. Também me deu a ideia de misturar performance com vídeo e foto, e ter contato com outras pessoas”, relata. Conhecimentos que hoje fazem parte de seu repertório e que ele utiliza, direta ou indiretamente, no trabalho fotográfico.

 

Foto: Mateus Dias

Já a designer de moda Ingred Xavier é navegante experiente no Programa, tendo atuado na cobertura de eventos como Férias na PI, Maloca Dragão, Mês da Consciência Negra, Bienal Percussiva, entre outros. Todas essas experiências articuladas pela Escola Porto Iracema das Artes. A intenção em participar dessas atividades são as mesmas do colega, sempre o aprimoramento das competências profissionais.

No caso do Dragão Fashion, ela conta que, por meio do Porto Iracema, teve a oportunidade de vivenciar o evento por outros ângulos. É que, como estudante e profissional da moda, Ingred conhecia outra faceta do DFB. Agora, ela viu nascer no espaço outras oportunidades que a acolheram, fazendo muitos contatos.

No DFB, ela atuou na captação e edição de vídeos. “Um evento grande sempre exige mais atenção, principalmente porque acontece muita coisa ao mesmo tempo. Então eu tive que estar mais focada e saber bem o que eu queria captar. Na edição do vídeo, busquei trazer toda a vibe do evento. É um contexto em que eu me desafio a sempre entregar o meu melhor”, diz.

Todas essas conquistas foram alcançadas em apenas um ano – Ingred começou a trabalhar com audiovisual no início do ano passado, quando iniciou o Percurso de Câmera ofertado pelos Cursos Básicos de Audiovisual do Porto Iracema. A partir daí, foi só crescimento: além de ter apresentado suas produções no Preamar Audiovisual 2018, a navegadora passou a complementar seus conhecimentos em edição de vídeo de forma mais livre, em várias atividades de curta formação no Porto e em canais no YouTube. Atualmente, ela participa do percurso Ateliê de Escrita Dramática, na atual edição dos Cursos Básicos.

Estágios que abrem portas
Natália Escóssia, coordenadora de Estágios e Negócios do Porto Iracema, lembra da relevância que o Projeto Experiências Profissionais tem para o aprimoramento das competências técnicas dos participantes. “O Projeto surge para incentivar ações, vivências e trocas de saberes dos alunos da Escola junto aos profissionais das respectivas instituições parceiras. O setor de Estágios faz a coordenação e a logística dos alunos em todas as parcerias fechadas, desde a convocatória dos estudantes até o acompanhamento deles em campo. Essas experiências são de grande importância, já que eles têm a oportunidade de se conectar com profissionais de várias áreas distintas para trocar ideias e experiências”, ela explica.

Ao final da experiência, os alunos receberam declaração assinada pelo Porto Iracema das Artes e pelo DFB, atestando a participação no evento. O material captado por eles pode ser usado em currículos e portfólios pessoais, ajudando na disputa pela colocação no mercado de trabalho formal, e pode ser utilizado pela cobertura do festival. “Hoje, temos alunos estagiando no Museu da Fotografia, fazendo assistências para fotógrafos renomados de Fortaleza, em produtoras audiovisuais e montando seus negócios autônomos”, frisa Natália Escóssia.

Foto: Carol Sousa

Programa Experiências Profissionais
O Programa Experiências Profissionais integra a Coordenação de Estágios e Negócios do Porto Iracema das Artes, setor fundado em julho de 2014 com o objetivo de promover a aproximação dos alunos dos Cursos Básicos com o mercado dos bens simbólicos, através de parcerias com instituições públicas e privadas e da troca de experiências com profissionais do campo artístico.

O Programa trabalha na perspectiva de construção de trajetórias profissionais, acompanhamento e orientação dos alunos do Porto em atividades que favorecem seu desenvolvimento e amadurecimento. Assim, os alunos da Escola conseguem expandir o networking, conhecendo outros profissionais de sua área de interesse, bem como montar portfólios mais completos, facilitando a inserção no mercado.

Imersos nesse processo, os alunos acompanham todos os processos de criação de eventos, desde a montagem até a apresentação de espetáculos, por exemplo, passando pela captação de imagens. Em coberturas de eventos com foto e vídeo, o equipamento para captação das imagens é fornecido pelo Porto Iracema das Artes, com supervisão da Coordenação. Cerca de 300 alunos de todas as áreas dos Cursos Básicos do Porto Iracema já participaram dessas ações, rendendo estágios, assistências e vagas de emprego no mercado formal.

Os interessados em participar do Projeto como voluntários devem ser maiores de idade e manifestar interesse mediante inscrição prévia junto à Escola. A Coordenação elabora o cronograma de trabalho de acordo com a quantidade de alunos inscritos e com a necessidade do evento a ser acompanhado. Após isso, uma reunião de pré-produção é realizada para que os alunos fiquem cientes de todas as informações sobre cada evento.

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Lucas Casemiro
Publicado em 24/06/2019