Porto Iracema das Artes realiza bate-papo sobre processo criativo com roteiristas do Laboratório Cena 15

Os roteiristas partirão de suas produções para comentar suas trajetórias e experiências, trazendo para o debate as principais questões presentes em seu fazer artístico

Na próxima quinta-feira, dia 17 de março, às 18h, a Porto Iracema das Artes — Instituição da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult) gerida pelo Instituto Dragão do Mar (IDM) — realiza um bate-papo com Barbara Matias, Jamal Kayry, Diogo Leite e Hell Ravani, roteiristas do Laboratório Cena 15 – Cinema. A ação é gratuita e acontece no Auditório da Escola. Na atividade, Hell Ravani vai apresentar uma “Punch-up em filmes de humor” e, logo após, serão exibidos os curtas-metragens “Você tem Olhos Tristes”, com direção de Diogo Leite, e “Corpo Memória Submersa”, com roteirização de Bárbara Matias e direção de Gisele Petty. Após a exibição dos filmes, haverá um momento de partilha sobre os processos criativos, com mediação de Manoela Ziggiatti, coordenadora do Laboratório Cena 15 – Cinema, e Isaac Pipano, coordenador dos Cursos Básicos de Audiovisual.

O curta “Você Tem Olhos Tristes” conta a história de Luan, um bikeboy de aplicativo que enfrenta dilemas e preconceitos na sua jornada diária de entregas em uma cidade grande. Sem hesitar, sonha com um futuro melhor.

Já em “Corpo Memória Submersa”, projeto contemplado pelo prêmio Funarte RespirArte, as artistas Bárbara Matias e Gisele Petty se conectam através de imagens, falas, movimentos e memórias, trabalhando a violação da natureza na construção do açude do Rosário sobre a comunidade do Mareco, em Quitaiús – Lavras da Mangabeira, interior do Ceará, e do crime ambiental e humano da mineradora Vale, em Brumadinho, Minas Gerais.

Frame do filme “Corpo Memória Submersa”, com roteirização de Bárbara Matias e direção de Gisele Petty

Sobre os roteiristas

Barbara Matias

Barbara Matias é indigena do Povo Kariri. Nasceu na comunidade do Marreco (Aldeia Marrecas) , Quitaius, Lavras da Mangabeira. Artista curiosa, transita entre as artes da cena, audiovisual e escrita. Sua prática é um caminho não-linear que usa a corpa como suporte para denunciar o memoricidio, “se-acontece” em diferentes plataformas artísticas para resgatar memórias originárias e recontar memorias nativas que foram apagadas devido o etnocídio/genocídio da nação Kariri. Doutoranda em Artes da Cena pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Diogo Leite

Formado em jornalismo. Estudou cinema na Escola Livre de Cinema de Santo André (ECLV), dramaturgia na SP Escola de Teatro e roteiro na Roteiraria. Assistente de roteiro das séries de ficção: DDM (Proac) e José&Durval (O2 / Globoplay), roteirista das séries de ficção: Talento Oculto (Gullane), série documental PCC – Força Secreta (Boutique/HBO Max) e reality LOL Brasil (Formata/Amazon). Dirigiu os curtas-metragens: Menino Pássaro (2018), 47º Festival de Gramado, melhor direção | Você tem olhos tristes (2020), 48º Festival de Gramado – melhor ator e melhor montagem | Saudade de você, Saudade de tudo (2021).

Hell Ravani

Hell Ravani tem 33 anos, nasceu e se criou entre a Barra do Ceará e Caucaia. Ao largar Engenharia, se mudou para o eixo Rio-São Paulo para ser humorista. Por alguns anos, se dedicou aos palcos e a uma pesquisa paralela sobre comédia alternativa. Na área de roteiro, fez a punchline dos longas “Cabras da peste” e “T.O.C – Transtornada Obsessiva e Compulsiva”. Como roteirista, desenvolveu a animação “Menino Maluquinho”, com data de lançamento para 2022 pela Netflix. Foi chefe de redação na criação do formato e das duas temporadas do programa híbrido DANI-SE, apresentado por Dani Calabresa e que une entrevistas com esquetes surreais. Atualmente, está desenvolvendo novos projetos em parceria com a diretora Lilian Amarante.

Jamal Kayry

Arte Educador, artista da luz, aspirante cineasta, cozinheiro, macumbeiro, ciclista, vegetariano. Kayry, desde 2012, mergulha na sua existência quanto essência, sempre agarrado em galhos de sua arte, sempre escavando a raiz de suas falas e descascando o tronco de suas sinapses neurais. Minha arte sou eu, tudo que se cria pode ser de mentira, mas pelo menos é encontrado nas minhas existências.

Sobre a Escola

A Porto Iracema das Artes é a escola de formação e criação do Governo do Ceará, instituição da Secretaria da Cultura (Secult) gerida pelo Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há oito anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

SERVIÇO

O quê: Porto Iracema das Artes realiza bate-papo sobre processo criativo com roteiristas do Laboratório Cena 15
Quando: 17 de março, às 18h
Onde: Auditório da Porto Iracema das Artes (Rua Dragão do Mar, 160, Praia de Iracema)
Gratuito

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Texto: Gabriela Moraes (estagiária), com supervisão e edição de Raphaelle Batista (jornalista) | Publicado em 11/03/2022.