Porto Iracema das Artes realiza aula aberta “Pedagogia da Autonomia e a experiência da Escola Livre de Teatro”

A atividade acontecerá no dia 08 de agosto, no CENA 15, a partir das 19h

Mais uma atividade do Programa Paulo Freire a Bombordo, na próxima quinta-feira, dia 08, o Porto Iracema das Artes realiza a aula aberta “Pedagogia da Autonomia e a experiência da Escola Livre de Teatro”, com o diretor Luiz Fernando Marques (Lubi). A atividade é gratuita e acontece no CENA 15, a partir das 19h.

Criada em 1990 pela Prefeitura de Santo André, a Escola Livre de Teatro de Santo André vem experimentando e amadurecendo o princípio paulo-freireano da autonomia, com o estímulo do exercício consciente da estética nas bases de uma criação e de um relacionamento ético. A palavra “livre” é o elo essencial entre dois conceitos complexos e, por vezes, de difícil conjunção: o de escola (a práxis do ensino) e o de teatro (uma práxis da arte).

Na Escola Livre de Teatro, a autonomia não é delegada, é uma conquista que se alcança com empenho próprio e compromisso em relação às tarefas coletivas. Lubi Marques é orientador do Núcleo de Direção da Escola Livre de Teatro de Santo André desde 2008 e, este ano, é tutor do Laboratório de Teatro 2019, acompanhando o projeto de Helena Vieira, “Onde estavam as travestis durante a ditadura?”.

Sobre Luiz Fernando Marques (Lubi)


Nascido em Santos, integra o Grupo XIX de Teatro, desde 2000, sendo diretor e co-criador também fora do grupo, em um total de 28 peças. Parte deste repertório já foi encenado em mais de 120 cidades no Brasil e 25 no exterior (Cabo Verde, França, Guiana Francesa, Inglaterra, Itália, México, Portugal e Uruguai) sendo feitas em espanhol, francês, inglês e italiano. Ao longo de sua trajetória acumula entre prêmios e indicações mais de 20 menções nos principais prêmios do país: Shell, APCA, Cooperativa Paulista de Teatro, Bravo!, Qualidade Brasil, Prêmio Governador do Estado de São Paulo entre outros. Desde 2008, é orientador do Núcleo de Direção da Escola Livre de Teatro de Santo André.

O projeto
“Paulo Freire a Bombordo tem como objetivo “reafirmar a importância da obra do educador, num momento em que o pensamento crítico virou alvo preferencial dos grupos de direita no país”, observa a Diretora de Formação do Instituto Dragão do Mar, Bete Jaguaribe. “A ideia é estabelecermos uma esfera permanente de debate em torno da obra de Paulo Freire, refletindo nossas práticas de formação, numa perspectiva muito clara de garantirmos o livre pensamento no processo construção de uma sociedade mais justa”, complementa a diretora.

O nome do programa, “Paulo Freire a Bombordo”, segue a tradição do Porto Iracema das Artes de buscar referências a partir da cultura do mar. A ideia vem de uma analogia com os navios que, ao descerem o Atlântico ao longo da costa africana, terem à sua esquerda a terra e os respectivos portos – bom bordo – enquanto que do lado direito só existia o mar e o desconhecido. O projeto acontecerá num movimento de articulação entre as quatro escolas que integram a Rede de Escolas Criativas do Instituto Dragão do Mar: Porto Iracema das Artes, Escola de Gastronomia Ivens Dias Branco, Escola Thomaz Pompeu e Centro Cultural Bom Jardim.

SERVIÇO
O que: Porto Iracema das Artes realiza aula aberta “Pedagogia da Autonomia e a experiência da Escola Livre de Teatro”
Quando: 8 de agosto, às 19h
Onde: CENA 15 (Rua José Avelino, n° 495 – Praia de Iracema)
GRATUITO

 

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Publicado em 02/08/2019