Porto Iracema das Artes apresenta Rotas de Criação 2019 dos projetos dos Laboratórios de Teatro e de Dança

Os encontros acontecem na Capital e no interior

Os Laboratórios de Dança e de Teatro do Porto Iracema das Artes apresentam as Rotas de Criação 2019. Em cada laboratório, três projetos compartilharão com o público ações relacionadas à pesquisa que desenvolvem neste ano no Porto Iracema. As ações do Lab Teatro acontecem nos dias 23, 26 e 27 de setembro, em Sobral, Fortaleza e Quixeré, e as do Lab Dança, nos dias 25 e 27 de setembro, no Centro de Narrativas Audiovisuais (Cena 15) da Escola. Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público.

Lab Teatro
O projeto Mapa do Flaneur realizará duas rotas. O “Rotas de Criação: Flanagem – Táticas vagabundas na cidade” será apresentado no dia 23 de setembro na Toca da Matraca, em Sobral, e no dia 26, em Fortaleza, na arena Dragão do Mar (embaixo do Planetário). Em formato de vivência, a atividade terá início às 15h nos dois dias.

O coletivo Toca da Matraca, de Sobral, convida a um passeio que propõe um outro olhar mais demorado para a cidade onde a ação acontece. “Flanar é vagabundear pela cidade, ouvir as suas vozes, ser, dela, os contornos”, define o grupo, que vai além. “Enfileirar-se, esgueirar-se, arquitetar táticas de caber nos espaços, dialogar com as casas, ruas, prédios, avenidas. Ser passante e agente. Ser ouvinte e falante.” Para participar da atividade, é necessário vestir-se com roupas confortáveis e tênis.

Também no dia 26, na Sala de Teatro Sidney Souto do Porto Iracema, às 19h, o Outro grupo de teatro realiza o “Rotas de Criação: Onde estavam as travestis durante a ditadura?”, cuja pesquisa dedica-se a encontrar vestígios da história de travestis que viveram e tiveram as vidas tiradas por agentes do poder durante o regime civil-militar, que vigorou no Brasil entre 1964 a 1984.
Por fim, no dia 27, acontece o “Rotas de Criação: Alquimia Teatral”, em que a Trupe Motim de Teatro fará demonstração sobre maquinarias cênicas na Praça da Matriz da cidade de Quixeré. Em seguida, o grupo também realizará uma roda de conversa sobre o mesmo tema, com participação do tutor do projeto, Luciano Wieser.

Lab Dança
No dia 25 de setembro, os projetos “RIDDIMS” e “Bonito pra chover” mostrarão o desenvolvimento de suas pesquisas para o público presente na Sala de Teatro do Porto Iracema. Na segunda noite, no dia 27, apresenta-se o projeto “Librando Bem”, no Centro de Narrativas Audiovisuais (Cena 15). Os encontros têm acesso gratuito, sempre a partir das 19h.

Para a coordenadora do Lab Dança do Porto Carolina Wiehoff, os encontros do Rotas de Criação “são de uma riqueza enorme, pois os artistas dos laboratórios compartilham seus processos de pesquisa e dialogam com o público.” No Rotas, os artistas-pesquisadores apresentam o estado processual das investigações e refletem acerca da condução e das próximas etapas até a finalização, em dezembro, na Mostra de Artes do Porto Iracema das Artes (MOPI).

Conheça abaixo as pesquisas que integram a edição 2019 dos Laboratórios de Teatro e de Dança, respectivamente.

Projetos participantes do Rotas de Criação do Lab Teatro 2019

Projeto “Mapa do Flauner: rotas vagabundas da cidade”
A investigação busca tatear as potências narrativas das ruas de Sobral através de experimentações artísticas da/na Toca da Matraca, abrigo de performers da música, dança e teatro. As andanças levam para além dos casarões, das frestas das janelas coloniais, da ferrugem dos portões europeus e do sangue do trabalho escravo no pelourinho no centro da cidade. Quais as narrativas foram soterradas e arrastadas para debaixo dos tapetes de concreto? Quais as táticas para intervir artisticamente com o espaço urbano?

Projeto “Alquimia Teatral: Processos laborais para o teatro de animação”
A Trupe Motim de Teatro, de Quixeré, propõe uma pesquisa laboral de teatro de animação que borra as fronteiras das linguagens do teatro, da artes visuais, da física mecânica e do misticismo para criar uma carruagem-máquina, material base para o texto “Alquimista Jerônimo”, do integrante do grupo, Henrique Oliveira. Os desafios da pesquisa estão na investigação física/mecânica para a construção dessa carruagem-máquina, no aprimoramento de técnicas de corpo, voz e das variadas formas de manipulação de bonecos.

Projeto “Onde estavam as travestis durante a ditadura?”
O Outro Grupo de Teatro realiza uma imersão e investigação artística a partir da perspectiva dos corpos LGBTs em um dos períodos mais sombrios da história recente do nosso país. A proposta é experimentar uma instalação cênica ou um documentário cênico para investigar o corpo dentro desse espaço fluído, de passagem, híbrido, que transita por diversas linguagens. A criação artística questiona e entra na disputa por um saber histórico para construir uma cena de não ficção a partir da urgência do real.

Projetos participantes do Rotas de Criação do Lab Dança 2019

Projeto “RIDDIMS”
Este projeto tem como objeto de pesquisa o DanceHall, dança urbana jamaicana, como uma potencialidade que levanta questões relacionadas ao contexto sócio-histórico-cultural do artista urbano-periférico na cidade de Fortaleza. Pretende traçar caminhos para entender a relação entre os contextos que rondam a figura desse artista e a estética da dança que o move para, assim, entender a dança enquanto política de sobrevivência, resistência, resiliência e permanência. Artistas/pesquisadores: Erick Flor, Raffael Tomaz e Maria Isabel.

Projeto “Bonito pra chover”
Este projeto tem por intuito a montagem de um espetáculo de dança contemporânea, abordando assuntos como política, resistência, religiosidade, observação nas relações do sertanejo e o seu lugar. Bonito pra chover é uma imagem muito repetida pelo cearense do interior. Trata-se de quando o tempo está nublado, carregado de nuvens, avisando que a chuva virá. Essa imagem é de alguém que lê o tempo como um presságio. Um saber adquirido através das gerações na leitura do tempo.

Projeto “Librando Bem”
Um projeto que apetece vivenciar uma caminhada artística em direção a um trabalho cênico que tenha a Língua Brasileira de Sinais (Libras) como principal ferramenta de composição dramatúrgica em dança. Evocando para o corpo todas as lembranças onde essa língua se mostrou rainha do movimento e comunicação. Fazer da Libras um lugar de Danças.

Sobre a Escola
O Porto Iracema das Artes é uma instituição da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há seis anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

Serviço

Dia 23

O quê: [TEATRO] Rotas de Criação com o projeto Mapa do Flaneur: rotas vagabundas da cidade
Quando: 15h
Onde: Largo das Dores/Margem esquerda (Sobral/CE)
GRATUITA

Dia 25

O quê: [DANÇA] Rotas de Criação com os projetos RIDDIMS e Bonito pra chover
Quando: 19h
Onde: Sala do Teatro Sala e CENA 15 do Porto Iracema das Artes
GRATUITA

Dia 26

O quê: [TEATRO] Rotas de Criação com o projeto Mapa do Flaneur: rotas vagabundas da cidade
Quando: 15h
Onde: Arena Dragão do Mar (embaixo do Planetário)
GRATUITA

O quê: [TEATRO] Rotas de Criação com o projeto Onde estavam as travestis na ditadura?
Quando: 19h
Onde: Sala de Teatro Sidney Souto do Porto Iracema das Artes (Rua Dragão do Mar, nº 160 – Praia de Iracema)
GRATUITA

Dia 27

O quê: [TEATRO] Rotas de Criação com projeto Alquimia Teatral: Processos laborais para o teatro de animação
Quando: 19h
Onde: Praça da Matriz (Quixeré / CE)
GRATUITA

O quê: [DANÇA] Rotas de Criação com o projeto Librando Bem
Quando: 19h
Onde: CENA 15 (rua José Avelino, 495, Praia de Iracema)
GRATUITA

 

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Glauber Sobral e Lucas Casemiro
Publicado em 20/09/2019