Com passagem pelos programas formativos da Escola, MDias Preto é premiado e faz sua primeira exposição individual em Minas Gerais

Matheus Dias participou de diversas formações na área de Artes Visuais da Escola e, agora, tem suas obras expostas na capital mineira como resultado do Prêmio Décio Noviello

O artista visual e designer cearense Matheus Dias — ou MDias Preto, como também é conhecido — acaba de abrir sua primeira exposição, intitulada “Campo de Passagem”, na CâmeraSete – Casa da Fotografia de Minas Gerais. A individual foi a premiação da 2ª edição do Prêmio Décio Noviello. MDias Preto foi aluno de diversas formações da área de Artes Visuais na Escola Porto Iracema das Artes, instituição da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult) gerida pelo Instituto Dragão do Mar (IDM). É a primeira vez que um artista natural do Ceará vence a premiação.

A mostra Campo de Passagem, de Matheus Dias, reúne elementos da fotografia e da colagem, em mesclas que retratam sua trajetória pessoal e os enfrentamentos e lutas antirracistas e decoloniais, provocando reflexões sobre corpos dissidentes. O trabalho surge da vivência do artista, especialmente no final de 2019, ao refletir sobre o apagamento de sua identidade, acarretado por uma série de traumas, como bulliyng e assédios, além de preconceitos sociais atrelados ao corpo negro e à desvalorização da arte no Brasil.

“O Campo de Passagem é a construção de um portal de transmutação, de viagem de presente, passado e futuro. É esse grande olhar para trás e para frente pensando o que eu quero ser”, comenta MDias. A pesquisa do artista remete à história da sua família, em um intenso processo de rememoração e reconexão com a arte-terapia. Para ele, as obras também simbolizam um processo de reflexão e amadurecimento. “Um trabalho de cura, de trazer questões raciais, de gênero, da não binariedade, de homofobias e outras inúmeras questões que passaram pela minha trajetória”, relembra.

Matheus Dias na abertura da exposição, em Minas Gerais.

Trajetória formativa

Matheus Dias participou de diversos cursos na Porto Iracema. Entre as atividades, participou do Curso de Férias de Fotopintura, em 2017, do Percurso Básico de Fotografia em 2018, do Preamar daquele mesmo ano e do Laboratório de Artes Visuais durante a Temporada Formativa da edição 2019. “Os cursos me levaram a refletir sobre o que eu queria produzir e por que eu estava produzindo arte. A Escola foi esse espaço de troca entre artistas, de conversas e de enxergar as possibilidades que a arte nos dá”, avalia o artista.

A coordenadora do Programa de Formação Básica em Artes Visuais, Iana Soares, destaca que é uma alegria ver a trajetória de um jovem artista, com passagem pela Escola em vários processos formativos, ganhando agora visibilidade nacional. “Matheus tem um trabalho poético, que cruza a história de vida dele com questões urgentes. É muito importante a gente ver um artista cearense com tanto compromisso com a sua trajetória”, ressalta.

Nesta segunda edição do Prêmio Décio Noviello foram selecionados quatro projetos, sendo dois das Artes Visuais e dois de Fotografia. Além da premiação financeira, os artistas terão mostras individuais nas galerias do Palácio das Artes e na CâmeraSete – Casa da Fotografia de Minas Gerais. A visitação é aberta ao público e estará disponível entre os dias 20 de janeiro a 11 de março de 2022. Consulte mais informações AQUI.

SOBRE O ARTISTA

Matheus Dias, 24 anos, é artista visual que trabalha com fotografia, colagens digitais e manuais, vídeo e design gráfico. Busca tencionar questões LGBTQIA+, de raça, corpo e gênero. Descreve seu trabalho como processo de cura e descarrego das tensões cotidianas. Uma bixa preta, vinda da periferia que descobriu na arte um meio de expor suas belezas e feridas.

SOBRE O PRÊMIO

Prêmio Décio Noviello de Fotografia – Ainda em 2015, a FCS requalificou a CâmeraSete, transformando o local em um espaço dedicado exclusivamente à linguagem fotográfica. A partir daquele ano, o espaço recebeu a alcunha de CâmeraSete – Casa da Fotografia de Minas Gerais. Assim, era criado um edital exclusivo para contemplar essa expressão artística. A adequação também veio atender a uma necessidade da própria classe artística, com o estabelecimento de um espaço referencial para ações de debates e reflexões sobre esta linguagem cada vez mais difundida. Em 2020, o Edital de Ocupação FCS de Fotografia passa a se chamar Prêmio Décio Noviello de Fotografia, em homenagem ao artista mineiro. A mostra tem a correalização da APPA – Arte e Cultura, patrocínio máster Cemig, AngloGold Ashanti, ArcellorMittal e Unimed-BH / Instituto Unimed-BH¹, e patrocínio prata da Vivo. Todos os incentivos são via Lei Federal e Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

Sobre a Escola

A Porto Iracema das Artes é a escola de formação e criação em artes do Governo do Estado do Ceará, instituição da Secretaria da Cultura (Secult) gerida pelo Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há oito anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

Serviço

O quê: Com passagem pelos programas formativos da Escola, MDias Preto é premiado e faz sua primeira exposição individual em Minas Gerais
Quando: 20 de janeiro a 11 de março de 2022
Onde: CâmeraSete – Casa da Fotografia de Minas Gerais
Endereço: Av. Afonso Pena, 737 – Centro, Belo Horizonte – MG
Mais informações: fcs.mg.gov.br

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Texto: Giselly Barata (estagiária), com supervisão e edição de Raphaelle Batista (jornalista) | Publicado em 21/01/2022.