Cineasta Marcelo Gomes ministra aula aberta sobre a voz off no cinema e lança novo filme

A atividade será no dia 09 de julho, a partir das 17h. Mais tarde, às 20h, o cineasta participa da exibição da pré-estreia de seu longa “Estou me guardando para quando o Carnaval chegar”

O Porto Iracema das Artes realiza, por meio do Centro de Narrativas Audiovisuais – CENA 15, a aula aberta “A voz off no cinema”, com o cineasta e roteirista pernambucano Marcelo Gomes. A formação, que integra o programa “EntreVozes – Poéticas do Canto, da Fala e da Performance”, será no próximo dia 09 de julho, às 17h, e acontece no Auditório do Porto. A atividade é gratuita e aberta a todos os interessados.

Na aula aberta, o cineasta que foi tutor do Lab Cinema abordará questões como subjetividade, temporalidade e desejo no uso da voz em off como principal ferramenta narrativa no cinema e no documentário, tendo como estudo de caso o filme “Viajo porque preciso e volto porque te amo” (2010), escrito e dirigido por Marcelo Gomes e Karim Aïnouz. O encontro será uma exibição comentada sobre o diário de bordo do personagem protagonista do filme, o geólogo Zé Renato.

PRÉ-ESTREIA 

Mais tarde, às 20h, acontece no Cinema do Dragão, a pré-estreia do filme de Marcelo Gomes “Estou me guardando para quando o Carnaval chegar”, selecionado para o Festival de Berlim 2019. Os ingressos custam R$ 14 a inteira e R$7 a meia.

Produzido pela Carnaval Filmes, o longa mostra o envolvimento dos moradores de Toritama (PE) com a produção de jeans no Brasil e com o carnaval. A cada ano, mais de 20 milhões de jeans são produzidos em fábricas de fundo de quintal. Os locais trabalham sem parar e os moradores são orgulhosos de serem os donos do seu próprio tempo. Durante o Carnaval – o único momento de lazer do ano, eles transgridem a lógica da acumulação de bens, vendem seus pertences sem arrependimentos e fogem para as praias em busca de uma felicidade efêmera. Quando chega a Quarta-feira de Cinzas, um novo ciclo de trabalho começa.

Sobre Marcelo Gomes

Marcelo Gomes é diretor de cinema e roteirista. Seu primeiro longa-metragem, “Cinema, Aspirinas e Urubus”, foi premiado na mostra Un Certain Regard do Festival de Cannes 2005, além de ser considerado o melhor filme da 29ª Mostra Internacional de São Paulo e melhor filme de 2005 pela Associação Paulista de Críticos de Arte – APCA. O segundo longa, dirigido em parceria com Karim Aïnouz, “Viajo porque preciso e volto porque te amo”, estreou no Festival de Cinema de Veneza/2009 e também foi premiado em diversos festivais nacionais e internacionais. Em 2010 filmou “Era uma vez, eu Verônica”, lançado no segundo semestre de 2012. Neste mesmo ano, co-dirigiu com Cao Guimarães o longa-metragem “O Homem das Multidões”, que estreou no Festival de Berlim em 2014. Seu filme “Joaquim” foi selecionado para a mostra competitiva do Festival de Berlim em 2017. Seu último filme é o documentário “Estou me guardando para quando o carnaval chegar”, que estreou em 2019 no Festival de Berlin (Panorama Dokumenta), ganhou o prêmio da crítica no festival É tudo verdade e tem estreia comercial prevista no Brasil ainda este ano.

Programa EntreVozes

O Programa “EntreVozes – Poéticas do Canto, da Fala e da Performance” reúne uma série de atividades voltadas à pesquisa e à investigação da voz. Usos, cuidados para a manutenção da saúde e aprimoramento do canto e da fala estão entre o conteúdo previsto, que propõe a utilização da voz na atuação teatral, na performance artística e no canto. As ações são pensadas a partir do esforço conjunto dos Laboratórios de Música e de Teatro e do Curso Básico de Artes Cênicas, com apoio dos laboratórios de Dança e de Cinema.

SERVIÇO
O quê: Cineasta Marcelo Gomes ministra aula aberta sobre a voz off no cinema 
Quando: 9 de julho, a partir das 17h
Onde: Auditório do Porto Iracema (R. Dragão do Mar, 160 – Praia de Iracema)
Gratuito

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Glauber Sobral
Publicado em: 05/07/2019